20.5.03

Se eu Quiser Falar com Deus

Ontem eu recebi a seguinte mensagem por email:

Para ter uma vida muito, mas muito longa, ao ponto de parecer eterna, a pessoa deve comer apenas o que a natureza a oferece, e não tirar dela o que ela não oferece. Por exemplo: Ao se comer uma maçã, você não está danificando a natureza, porque a maçã quando já madura está¡ pronta para ser descartada pela macieira, atingir o solo e servir de abrigo e sustento às sementes que nascerão para se tornarem novos pés de maçã. Você então deverá comer a maçã, tirar suas sementes e plantá-las e, se possí-vel, cuidar para que elas nasçam e cresçam, de modo a substituir aquilo que você tirou da natureza, que é o invólucro que protege a sua existência. Deste modo você não estará interferindo no ciclo da vida para se manter vivo, e fará com que outras pessoas que virão, que já existem, seus pais, irmãos, filhos que você tenha ou porventura vier a ter, você próprio(a), amigos e até inimigos, não deixem de ter a oportunidade de poderem se alimentar graças ao que a natureza oferece de "mãos abertas". E assim, seguindo este raciocínio, passar a se alimentar para todo o sempre. Ao se comer um tomate, por exemplo, não o acrescentar sal. O sal engorda e, sendo danoso à  saúde, você poderá sofrer de problemas cardíacos (por exemplo). Ao se vestir, procure usar roupas de algodão, porque o algodão serve apenas para fazer com que a sua semente, ou seja, a semente do pé de algodão, se espalhe com o vento e, assim como enfeita os campos cobrindo-os com sua brancura, você também poderá utilizá-la para se cobrir. Uma verdura comum como um pé-de-alface, por exemplo, não deve ser comida porque ela não se está oferecendo para que você a coma. Ela está, vegetando a vida dela. Se você a cortar para comer, você estará tirando a vida dela e, da mesma forma que você tira a vida dela, ao ingerir no seu organismo (comê-la), ela tirará um pouco da sua vida. Assim o são todas as verduras e bulbos (rabanetes, beterrabas, cenouras, cebolas, etc.). Estas plantas não se oferecem para que você as coma, pois ao arrancá-las do solo você as mata. Os cereais, que nada mais são que sementes, também não devem ser comidos. Na natureza (se você não cozinhá-los), eles são geralmente duros e praticamente impossí-veis de se mastigar ou engolir. Eles não estão se oferecendo para que você os coma, porque eles são o início de uma nova vida. Bebidas alcoólicas são derivadas de plantas que não se oferecem para serem comidas. A cana de açúcar, por exemplo, está assim como a alface, vegetando a vida dela, se você tirar a vida dela, ela tirará a sua, mas levará um certo tempo... E depois, uma vez industrializada, ela vira puro veneno, assim como o fumo, maconha, cocaína, heroína, e todas as outras drogas imagináveis. Os animais e tudo que deles advêm (ovos e leite, inclusive), sejam eles aquáticos, aéreos ou terrestres, nem se fala! Se você os comer, você morrerá! Eles, além de não estarem se oferecendo para que você os coma, usam de todas as suas forças para fugir do que "você oferece a eles". Eu lhe digo isto porque eu, sendo a "Luz do Mundo!, e do Universo Inteiro!", jamais permitirei que seres que se mantém vivos graças à  destruição das outras vidas que, assim como a vocês, também criei com minha luz, vivam eternamente, nem nesta Terra, nem em nenhum outro mundo ou paraíso imaginável!, e ainda mais tendo estes seres evoluídos ao ponto de serem pensantes como eu, detentores do "saber" de distinguir o que é certo ou errado.
Minha assinatura: Deus.

Segue abaixo a minha resposta:

Caro Deus:
Já que vc está vendo mesmo, e está me explicando, seria interessante você (espero poder te tratar dessa maneira) me mostrar através de conclusões científicas porque esses alimentos podem matar, já que eu até hoje somente vi morrer quem não tem o que comer ou quem come excessivamente.

Eu achei bastante interessante sua lógica, e até mesmo de uma moral altamente elevada, pelo menos no que diz respeito as frutas, mas, no restante, me pareceu algo um tanto exagerado.

Outra coisa que eu gostaria de perguntar, se Deus (no caso, você) é onipresente, porque precisou falar comigo mandando um email?

Atenciosamente,
Flavio Roberto Mota

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu recado, faça sua observação, crítica ou sugestão.

Visitor IP Address Country

Art of the Day